foto1
foto1
foto1
foto1
foto1
Bem-Vindo à Faculdade de Agronomia!


BRASIL  ESPAÑOL  ENGLISH 

O curso de Agronomia da UFRGS confere o título de Engenheiro Agrônomo e oferece anualmente 88 vagas. O curso tem duração de 10 semestres (5 anos) e a carga horária é de 257 créditos obrigatórios (4155 horas), 6 créditos complementares (90 horas), 10 eletivos (150 horas), além de 300 horas de Estágio Supervisionado, totalizando uma carga horária total de 4395 horas para a diplomação.

O perfil profissional do Engenheiro Agrônomo a ser formado pela Faculdade de Agronomia da UFRGS é: "O Engenheiro Agrônomo deve ter formação generalista básica, com sólido embasamento nas áreas fundamentais do conhecimento científico e técnico relacionado às ciências agrárias e do ambiente, assim como formação humanista que lhe permita a compreensão, análise e gerenciamento dos processos de transformação da agricultura, do rural e da sociedade global. À esta formação generalista básica segue-se formação diversificada complementar (FDC) que deve possibilitar ao estudante concluir sua capacitação profissional através de complementações em diferentes áreas de desenvolvimento da ciência agronômica e da atuação profissional. Esta formação complementar permite que o estudante faça escolhas por determinadas áreas ou campos de atuação e conclua sua graduação acrescentando conhecimentos e habilidades de acordo com suas preferências pessoais, visando a um desenvolvimento sustentável, que considere as dimensões técnico-econômicas, socioculturais, ambientais, políticas e éticas.

Além disto, duas capacitações complementares foram também definidas:

a)  Comunicar-se profissional e cientificamente, isto é ser um profissional consciente da área que constitui seu campo de trabalho; manter-se atualizado e possuir espírito em relação às inovações tecnológicas; manter-se atualizado em relação às diretrizes da política agrícola governamental procurando determinar o que é relevante para cada situação em particular; possuir segurança quanto às informações e decisões tomadas em relação à atividade profissional;

b)  Adequar a própria ação ao contexto sócio-econômico-cultural em que estiver trabalhando, isto é, agir de maneira que o produtor e a comunidade adquiram confiança em seu trabalho como técnico; respeitar o trabalho do produtor e demonstrar as consequências que as alternativas propostas poderão trazer às atividades deste; colocar-se junto ao produtor como assessor, tendo presente que é dele a tomada de decisões; agir em consonância com os interesses da comunidade; recomendar tecnologias harmônicas com o ecossistema e com as condições socioeconômicas e culturais da comunidade.

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

O CURRÍCULO

Copyright © 2020 Copyright Faculdade de Agronomia - UFRGS Rights Reserved.