Como parte da parceria entre a UFRGS, sob a coordenação da Faculdade de Agronomia (FAGRO), e a Associação Sulina de Criadores de Búfalos (ASCRIBU), na tarde de 09 de setembro, no Auditório Getúlio Marcantonio, da FEDERACITE, foram realizadas diversas atividades técnico-científicas e administrativas, alusivas ao Dia do Búfalo na Expointer, incluindo a 2ª. Edição do Prêmio Sérgio Souza Fernandes em Bubalinocultura. Este prêmio foi instituído pela família do Dr. Sérgio, falecido em 2019, notável criador e amante da bubalinocultura, visando incentivar a pesquisa e o interesse de novos profissionais por esta atividade no RS. Participaram do evento a diretoria atual e a eleita da ASCRIBU; representantes da ABCB; produtores; familiares do Dr. Sérgio; professores, técnicos e estudantes da UFRGS e de outras instituições.

A mesa de abertura foi composta pelo Sr. Regis Gonçalves, presidente da ASCRIBU; Dr. Caio Rossato, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos (ABCB); Prof. Carlos Alberto Bissani, diretor da FAGRO; e Profa. Luciana Potter, da UFSM, representante da comissão de avaliação dos trabalhos concorrentes ao Prêmio. A condução dos trabalhos da tarde ficou a cargo do Sr. João Gaspar de Almeida, membro da ASCRIBU.

Em sua manifestação, o Prof. Bissani fez um breve relato do histórico da parceria, iniciada em 2015, por iniciativa e primeiros contatos com a ASCRIBU pelo saudoso Prof. Harold Ospina Patino. Em nome da FAGRO e da UFRGS, parabenizou e agradeceu a todos os envolvidos nos trabalhos da parceria, de modo especial à ASCRIBU, pelas suas contribuições, que permitiram a existência, hoje, do Sistema de Produção de Bubalinos na Estação Experimental Agronômica (EEA), em Eldorado do Sul, que serve de núcleo para muitas atividades de ensino, pesquisa e extensão, envolvendo professores, alunos e técnicos de várias unidades acadêmicas da UFRGS. Pela FAGRO, também participaram do evento os professores Vivian Fischer e Diogo Magnabosco (Departamento de Zootecnia) e Amanda de Souza Motta (ICBS) e a Dra. Verônica Rolin, Méd. Vet. da EEA, representando aquele órgão.

Na sequência foram apresentados os trabalhos concorrentes ao Prêmio Sérgio Souza Fernandes, avaliados pela comissão composta pela Profa. Luciana Potter (UFSM); Dra. Maria Cecilia Damé (Embrapa Clima Temperado) e Prof. Gregório Camargo (UFBA), conforme segue:

- Sorvete funcional com aplicação de Lactobacillus proveniente de leite de búfala.

Nathasha Noronha Arechavaleta (apresentadora) e Amanda de Souza da Motta (orientadora)

- Monitoramento da qualidade do leite produzido pelo rebanho bubalino na Estação Experimental da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Vitória Leite Di Domenico (apresentadora), Raphaella Duarte Gimnecki, Danieli Quadros da Silva, Cindy Anne Klausberger Ximenes, Samuel Neves Fauth e Amanda de Souza da Motta (orientadora)

- Pastagem tropical MG12 Paredão (Panicum maximum) submetida a pastejo rotativo e rotatínuo por bubalinos (Bubalus bubalis) durante dois anos.

Raphaella Gimnecki, Laura Scolmeister Faneze, Vitória Leite Di Domenico, Marcelo Porto Nicola e Elisa Cristina Modesto (orientadora). Apoio de Bruno Fagundes (representante da empresa Matsuda) na apresentação.

- Caracterização dos sistemas de produção da bovinocultura de corte e da bubalinocultura da Estação Experimental Agronômica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Mariana Caroline Guis Tavares (apresentadora), Vitória Leite Di Domenico, Raphaella Duarte Gimnecki, Laura Scolmeister Faneze, Rodrigo Zanini Campos, Thais Barcelos de Oliveira Fagundes, Rhenan da Silva Amorim, Cindy Anne Klausberger Ximenes, Marcelo Porto Nicola, Verônica Machado Rolim e Elisa Cristina Modesto (orientadora).

O trabalho premiado foi “Sorvete funcional com aplicação de Lactobacillus proveniente de leite de búfala” e a apresentadora, Nathasha Noronha Arechavaleta, acadêmica de Veterinária da UFRGS, recebeu o troféu das mãos da Sra. Maria Eulalie Fernandes, esposa do patrono do Prêmio, que foi homenageada pela ASCRIBU.

A seguir, a ABCB, ASCRIBU e a Federação Americana de Criadores de Búfalos prestaram homenagem in memorian ao Prof. Harold Ospina Patino, falecido em 2019, por seu trabalho de integração entre a academia e os produtores, com entrega de placa à esposa, Enga. Agra. Fernanda Varnieri Brito, feita pelo Prof. Bissani, que destacou o legado deixado pelo professor à FAGRO, UFRGS e aos setores produtivos agropecuários.

Em sequência, o Dr. Caio Rossato ministrou a palestra intitulada “Panorama da Bubalinocultura do Brasil e Selo de Pureza da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos”.

Finalizando a tarde de atividades, houve as posses da nova Diretoria e do recém-criado Conselho Consultivo da ASCRIBU. A criadora e Méd. Vet. Desireé Hastenpflug Möller tomou posse como a primeira presidente mulher da entidade, tendo como vice-presidente o criador Sr. Rafael Gonçalves, para mandato de dois anos. A equipe também é integrada por Guilherme Aydos (1º Secretário), Eduardo Ferreira Lobo (2º Secretário), Mauricio Rech (1º Tesoureiro), Guilherme Giambastiani (2º Tesoureiro), Luis Fernando Aguirre (Diretor Técnico), Vagner Flores (Diretor Jovem) e Nelson Garcia, Isadora Marcantonio e Antônio Said (Conselho Fiscal).

Representando a UFRGS, fazem parte do Conselho as professoras Vivian Fischer e Amanda de Souza Motta e a acadêmica de Zootecnia da FAGRO Mariana Caroline Guis Tavares, do Grupo de Estudos em Bubalinos (GEBU). Também integram este Conselho os criadores Srs. Delfino Beck Barbosa, Ramiro Martins de Araújo e João Gaspar de Almeida (membro da Federação Americana de Criadores de Búfalos); Dr. Caio Rossato (ABCB); Dra. Maria Cecília Damé (Embrapa Clima Temperado), Profa. Anelise Martins (Unipampa) e Profa. Luciana Potter (UFSM).

Breve histórico das atividades da parceria UFRGS e ASCRIBU

- 2015 – início dos contatos entre Prof. Harold e ASCRIBU (gestão do Sr. Aurélio Marcantonio); -

- 2016 - adesão da Profa. Elisa Modesto às atividades de bubalinocultura na FAGRO;

- 2015 a 2019 - realização, nas dependências da FAGRO, das edições I a V do Simpósio Gaúcho de Criadores de Búfalos;

- 2018 – criação do Grupo de Estudos em Bubalinos (GEBU) na FAGRO; assinatura do termo de doação de dez animais por associados da ASCRIBU (gestão do Sr. Delfino Beck Barbosa) à UFRGS, para implementação do Sistema de Produção de Bubalinos na EEA (chegada dos animais a partir de agosto/2018);

- 2019 – curso “Produção de bubalinos: uma alternativa sustentável para produtores”, na 2ª. Semana Agropecuária da UFRGS;

- 2020 - criação do Prêmio Sérgio Souza Fernandes em Bubalinocultura (gestão do Sr. Regis Gonçalves); Primeira edição do Prêmio, em versão virtual (videoconferência);

- 2021 – realização do I Dia de Campo Virtual – Dia do Búfalo, com apresentação da situação do rebanho (que já conta com 24 animais) e seu manejo, e dos trabalhos em andamento da EEA; Segunda edição do Prêmio Sérgio Souza Fernandes, em modalidade presencial, na Expointer;

- 2018 ao presente – consolidação do Sistema de Bubalinos da EEA, com incremento do rebanho e dos trabalhos de ensino, pesquisa e extensão, com participação de docentes, técnicos e/ou alunos de várias unidades da UFRGS, em interações multidisciplinares: FAGRO (Curso de Zootecnia, Pós-Graduação em Zootecnia e Depto. de Zootecnia) / EEA (direção, técnicos e auxiliares de campo); Instituto de Ciências Básicas da Saúde (ICBS, Depto. de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia e Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente); Instituto de Biociências (Depto. de Genética); Faculdade de Veterinária e Escola de Engenharia (Depto. de Engenharia Química / Lacouro). Também colabora nos trabalhos a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, na pessoa da Profa. Elisa Modesto.